Julgamento do principal suspeito da morte de Tupac Shakur adiado novamente

A Justiça americana anunciou nesta quinta-feira, 19, que o julgamento de Duane “Keffe D” Davis, o principal suspeito do assassinato do lendário rapper Tupac Shakur em 1996, foi adiado pela segunda vez. Segundo a imprensa norte-americana, Davis ainda não conseguiu garantir um advogado para sua defesa, o que levou ao adiamento da audiência marcada para o dia 19 de outubro.

Desde sua prisão em setembro último, Davis tem sido centro de atenção, pois, de acordo com autoridades, ele é o único suspeito ainda vivo ligado a morte de Tupac. Os outros três homens que alegadamente estavam envolvidos no crime estão mortos.

Keffe D, que era líder da South Side Compton Crips, gangue de Compton, em Califórnia, e autor de um livro que narra suas experiências no mundo das gangues, viu sua vida envolvida em crimes desde a juventude. Ele foi preso por tráfico de drogas na década de 1980 e, de acordo com seu próprio relato, a prisão não o re-educou, mas o endureceu como gângster.

A motivação do assassinato de Tupac Shakur teria sido uma discussão que ocorreu entre o rapper e o sobrinho de Keffe D, Orlando Anderson, antes de um evento de luta de boxe em Las Vegas. A celebração da prisão de Keffe D por parte da família de Tupac indica que a busca por justiça continua, enquanto o mistério a volta da história do rapper permanece.

© 2013 Vicente News – Todos os direitos reservados.
ANGOVITECH Platforms (SU) Lda. Luanda, Angola NIF: 5001277014