Nsimba Reoboth diz que não é pecado as Igrejas pregarem sobre a prosperidade

“O evangelho é grátis, mas a evangelização requer custos/ dinheiro”

O cantor gospel Nsimba Reoboth afirmou que não é pecado que as Igrejas preguem sobre a prosperidade, uma vez que, para que uma seita religiosa se mantenha firme, carece de investimentos financeiros, até porque a evangelização carece de remuneração.

 

“Pregar sobre a prosperidade para mim não é pecado, para nós embelezarmos a nossa Igreja é preciso estar limpa, ter uma boa cortina, tem que ter uma boa cadeira, é precioso excelência… O evangelho é grátis, mas a evangelização requer dinheiro… Prosperidade é muito bom e é lógico, temos que estar bem, para eu pregar bem”, disse.

No decorrer da entrevista, o dono dos louvores como “Quero minha bênção” e “Me tirou vergonha” contou que no início da sua carreira cantava Kuduro, mas como todos têm o seu chamamento ele cumpre o seu, que é de levar a palavra de Deus por intermédio da música.

Questionado sobre o maior sacrifício que já fez pela música, o artista respondeu o seguinte:

 

“Existem segredos que não podem ser revelados. Dizem que todo o kimbandeiro não pode mostrar todo segredo, tem segredos que eu não posso falar, mas eu fiz tantos sacrifícios na música para eu estar onde estou… e continuo a fazer, graças a Deus, Ele tem abençoado a minha vida”, explicou. 

Nsimba Reoboth fez saber que prepara novas músicas e garante que serão uma bênção.

© 2013 Vicente News – Todos os direitos reservados.
ANGOVITECH Platforms (SU) Lda. Luanda, Angola NIF: 5001277014